O que é o Estado Vibracional


Neste vídeo descrevo o que é o fenômeno do Estado Vibracional.

Também descrevo alguns aspectos importantes para sua instalação voluntária.

Clique aqui para acessar o canal no Youtube.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais clique nos livros abaixo:

Livro Estado Vibracional

Livro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

MBE – Mobilização Básica de Energias


Neste vídeo descrevo o que é a MBE – Mobilização Básica de Energias.

Em outra palavras, existem as três manobras básicas que podemos fazer com as bioenergias: absorção, exteriorização e circulação.

Uma manobra específica de circulação de bioenergias promove a instalação do EV – Estado Vibracional.

 

 

Clique aqui para acessar o canal no Youtube.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais clique nos livros abaixo:

Livro Estado Vibracional

Livro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

Tipos de Bioenergias


Existem vários tipos de bioenergias.

Neste vídeo apresento os dois principais tipos, a EC – Energia Consciencial e a EI – Energia Imanente.

Também abordo as manobras básicas de absorção e exteriorização de bioenergias.

Clique aqui para acessar o canal no Youtube.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais clique nos livros abaixo:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

O que é o Estado Vibracional – EV


EV30032015

Todas as consciências, incluindo vegetais, animais, pessoas e consciências extrafísicas, absorvem, circulam e exteriorizam energia o tempo todo. Essas energias são intrafísicas (eletromagnéticas) e extrafísicas.

Geralmente denominamos as energias extrafísicas por bioenergias. As bioenergias se agregam em torno das consciências formando campos.

A absorção, circulação e exteriorização de bioenergias podem ser feitas de várias maneiras, notadamente, de forma inconsciente e de forma consciente. De forma consciente, esses processos são potencializados.

O Estado vibracional é um fenômeno que ocorre quando o campo bioenergético de uma pessoa passa de um estado de baixa energia para alta energia. Como consequência, a pessoa pode sentir o fenômeno na forma de frio ou calor súbito e intenso, arrepios, calafrios, sensação de expansão do corpo e, com muita frequência, sensação de vibrações por todo o corpo.

A ocorrência espontânea do EV é muito rara. Somente em 1960 o fenômeno foi identificado quando o pesquisador inglês Robert Crookal analisando milhares de relatos de projeções conscientes percebeu que muitos projetores descreviam a ocorrência deste fenômeno.

Em 1971, Robert Allan Monroe, famoso projetor americano, publicou seu primeiro livro no qual descrevia o fenômeno, para o qual lhe deu o nome Estado Vibracional e apresentou uma técnica para instalá-lo a fim de, com isso, provocar projeções conscientes.

Em 1979, o paranormal brasileiro Waldo Vieira aperfeiçoou a técnica de Monroe, tornando-a bem mais fácil de ser executada. Com isso, milhares de pessoas passaram a emprega-la para produzir projeções lúcidas. Com o passar do tempo, essas pessoas foram percebendo diversos outros benefícios do EV.

Em 1994, Vieira criou a Conscienciologia, uma ciência para pesquisar a consciência de forma multidimensional. O EV se tornou, então, a base para todas as mobilizações energéticas pesquisadas e descritas pela Conscienciologia.

Dentre mais de 60 benefícios já identificados para o EV, se destacam:

  • Facilitar a realização de projeções conscientes;
  • Desfazer acoplamentos bioenergéticos;
  • Promover a autodefesa contra ataques bioenergéticos;
  • Promover o autodesassédio;
  • Eliminar energias negativas presentes no campo bioenergético;
  • Eliminar nódulos bioenergéticos localizados nos chacras e corpos extrafísicos;
  • Melhorar a sintonia com consciências mais evoluídas (amparadores);
  • Melhorar a concentração necessária para trabalhos intelectuais;
  • Desenvolver o parapsiquismo.

A instalação do EV é realizada do por meio de uma técnica de circulação de bioenergias chamada OLVE – Oscilação Longitudinal Voluntária de Energias. Isso pode ser feito no corpo físico ou pelo projetor quando fora do corpo.

A medida em que o EV vai sendo praticado, fica cada vez mais fácil instalá-lo. O praticante chega a um ponto em que pode instalar o EV sem ter que fazer a OLVE.

O EV pode ser instalado em várias ocasiões: antes de dormir, antes de dirigir um veículo, ao entrar em um ambiente, antes e após um trabalho parapsíquico tal como uma sessão de regressão ou uma sessão mediúnica, em situações de perigo, em situações de desconforto ou mal-estar, ao ter que lidar com pessoas energeticamente contrária a nós, ao sentir a presença de um assédio extrafísico, etc.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais clique nos livros abaixo:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

Irradiação consciente de energias negativas


Energias negativas

Estado Vibracional

Todos nós, seres vivos, exteriorizamos e absorvemos energias e bioenergias ininterruptamente.

Algumas formas de bioenergias são neutras, outras são positivas e outras mais negativas. Esta qualidade das bioenergias varia tanto com relação ao emissor quanto com relação ao receptor. Em outras palavras, um mesmo padrão de bioenergias pode fazer bem para uma consciência e fazer mal para outra.

Por exemplo, se irradiamos uma energia positiva, “luz” para uma consciência extrafísica doentia, ela pode se sentir bem ou pode se sentir mal. Por isso, via de regra, quando irradiamos energia para assistir consciências extrafísicas assim, evitarmos colocar um padrão na mesma. Deixamos isso por conta da equipe extrafísica de amparadores.

De um modo geral, a intencionalidade determina o padrão das bioenergias que exteriorizamos.

Se pensamos ou sentimos algo ruim com relação a outra pessoa, ela receberá essa carga bioenergética e não se sentirá bem com ela. Quase sempre, não temos consciência dos efeitos dessas bioenergias que irradiamos inconscientemente assim como as pessoas afetadas não sabem a razão de se, subitamente, sentirem mal em determinados momentos.

Quando uma pessoa aprende sobre bioenergias e passa a manipulá-la conscientemente, potencializa suas exteriorizações. Se, a partir de então, ela usar essa capacidade para irradiar energias negativas para alguém, seja por brincadeira, seja por motivo fútil ou ainda para manipular ou prejudicar uma pessoa, os efeitos dessa ação não tardarão a aparecer.

Esse tipo de ação é uma das formas de assédio intervivos.

A primeira coisa que pode acontecer é que consciências doentias que sejam aliadas da pessoa alvo venham imediatamente atacar a pessoa que está exteriorizando energias negativas para seu protegido, pois elas farão um acoplamento imediato com ele. As energias irradiadas serão como a corda de um anzol que poderá ser facilmente seguido. Assim a pessoa vai ganhar alguns novos assediadores para lhe fazer companhia.

Outro tipo de consciências doentias que poderão acorrer nessa hora são possíveis inimigos da pessoa alvo que, para prejudicarem-na, vão ajudar no processo de irradiação negativo.

Com a repetição desse tipo de ação, a psicosfera ( o campo de energias pessoais) do autor ficará carregada de consciências doentias. Os amparadores da pessoa, se existirem, irão embora e cada vez mais assediadores chegarão.

Em algum momento, o mal que ela causar a outras pessoas acabará retornando para ela na forma de redução da lucidez, doenças mentais ou físicas e até mesmo na forma de acidentes físicos.

Se mantiver essa prática por muito tempo, ao morrer, sofrerá as consequências de seus atos, começando pelos seus antigos companheiros extrafísicos que a ajudavam a prejudicar outras pessoas. Eles vão escravizá-la para vampirizar suas energias.

Se uma pessoa achar que está recebendo irradiações de energias negativas, o que ela pode fazer para se defender? Usar o Estado Vibracional – EV, naturalmente. Existem outras formas de atuar nesse caso, mas a base seria a instalação de sucessivos EVs para anular aquilo de negativo que for irradiado para ela.

Concluindo, se você está aprendendo a manipular conscientemente suas bioenergias, cuide para usá-las sempre para o bem, jamais para assediar outras pessoas, nem mesmo por brincadeira. Evite inclusive pensar mal de qualquer pessoa ou consciência extrafísica pois suas energias vão chegar até ela.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

 

Para saber mais:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

Como usar o EV para se defender de um ataque extrafísico


Representación simbólica del signo zodiacal de virgo

Autor: Cesar de Souza Machado

Reprodução: Permitida a reprodução desde que citada a autoria e o link para http://www.estadovibracional.com

Como usar o EV para se defender de um ataque extrafísico

Todas as pessoas estão sujeitas a ataques extrafísicos e, infelizmente, poucos sabem como se defender deles.

A instalação do EV é capaz de eliminar a grande maioria dos ataques extrafísicos que ocorrem na vigília. Já fiz isso centenas de vezes e qualquer pessoa também pode fazê-lo.

Quando sou atacado por alguma consciência, percebo por meio de dores e pontadas que surgem em algumas partes de cabeça. Mais raramente, surge uma pressão no chacra nucal ou no chacra cardíaco.

A imediata instalação de um EV resolve o problema em 99% dos casos. Raramente, preciso envolver o atacante em um campo bioenergético para contê-lo e, assim, percebendo sua impotência, ele acaba se afastando. Muitas vezes me dirijo mentalmente ao atacante questionando porque ele está fazendo aquilo e tento dialogar com ele se não gostaria de mudar de vida e colocar um pouco de luz em sua existência.

Vou relatar dois casos descritos em meu livro Estado Vibracional em que foi o usado o EV extrafisicamente durante ataques.

Caso. Este caso de uso do EV extrafísico defensivo foi relatado por Saulo Calderon em seu livro Um Iniciante na Viagem Astral. Segundo o autor, certa noite ele ficou acordado trabalhando as próprias energias por duas horas com a finalidade de promover uma EFC lúcida, o que acabou acontecendo por volta de 2 horas da manhã. Assim que se viu fora do corpo e tentou afastar-se, foi abordado por uma consciência que tinha a aparência de sua mãe e a intensão de abraçá-lo. Ao permitir a aproximação, viu-se imediatamente envolvido em um padrão de energias densas e de baixo padrão vibratório. Como não conseguia desvencilhar-se, instalou um EV bem forte. Como resultado dessa manobra o assediador com a aparência de sua mãe foi jogado à distância, bateu em uma parede próxima e caiu desmaiado.

Caso. Este ocorreu comigo no dia 20 de agosto de 2001.Despertei às 4 horas da manhã com o som da porta do quarto dos meus filhos rangendo. Assim que me levantei o som parou. Minha esposa e meus filhos despertaram em seguida. Não sei como isso poderia ter ocorrido uma vez que, com todas as janelas trancadas, não havia corrente de ar dentro do apartamento. Seria necessário alguém empurrá-la bem devagar para que rangesse daquela forma. Retornamos todos para nossas camas. Adormeci pouco depois. Então, teve início um ataque extrafísico. Por diversas vezes, uma ou mais consciências aproximavam-se de mim exteriorizando energias negativas. Às vezes ouvia como que gritos que ressoavam ao longe. Em princípio, limitei-me a irradiar bons pensamentos para elas. Isso se repetiu várias vezes até que decidi instalar um EV. Naquele momento, veio à mente a intuição de que aquelas consciências estavam ligadas a um amigo residente no Rio de Janeiro com quem conversara horas antes por telefone. O ataque cessou e, por fim, retornei ao corpo físico e despertei. Não tive mais problemas quando voltei a dormir.

Conclusão. O EV é eficiente na maioria dos ataques extrafísicos pois eles são executados, quase sempre, por consciências que são energeticamente mais fracas e menos desenvoltas em termos bioenergéticos. Quando ocorrem ataques de consciências mais fortes e que dominam bem as bioenergéticas, outras técnicas talvez precisem ser empregadas.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

Dinâmica Parapsíquica


Dinâmica Parapsíquica é uma atividade grupal, realizada semanalmente em horário e local com o objetivo de desenvolver o parapsiquismo, a capacidade bioenergética, o auto e heterodesassédio e a interassistencialidade multidimensional; dirigida por um epicentro consciencial – pessoa que coordena a realização das atividades.

Nesta dinâmica, realizada nas tardes de sábado, são aplicadas as seguintes técnicas bioenergéticas (clique nos itens para mais detalhes):

Informações básicas para participação:

  • 1. As vagas são limitadas, portanto, é recomendável solicitar reserva para garantir sua participação;
  • 2. A dinâmica é uma atividade parapsíquica, de caráter espiritual e transcendente;
  • 3. Não é objetivo da dinâmica apresentar provas ou fazer demonstrações de fenômenos;
  • 4. O único pre-requisito para participar é ter a mente aberta para novas ideias e possibilidades;
  • 5. Não é permitido a participação de crianças ou de pessoas com capacidade reduzida de autocontrole;
  • 6. Não há custo – entrada franca;
  • 7. As portas da dinâmica são fechadas 15 minutos após o horário previsto para início – 16:30 hs, não sendo possível entrar no recinto após esse horário;
  • 8. Traga agasalho – ambiente com ar condicionado;
  • 9. Evite uso de produtos perfumados e procure usar roupas confortáveis.;
  • 10. O participante deve estar preparado para ficar sentado por duas horas em ambiente fechado e com baixa luminosidade durante os experimentos;
  • 11. Não compareça se estiver gripado ou com qualquer outra doença infecto-contagiosa.

Local: Centro Empresarial Norte Quada 701 Norte, Sala 717-A Brasília , DF

Horário:  Das 16:30 às 18:30

Reservas: email – taresbrasilia@gmail.com ou WhatsApp – 98131-9185

 

Definindo a Condição Bioenergética Ótima


EV03042016A

Quais são as condições bioenergéticas do cidadão humano hoje?

Sabemos que a maioria das pessoas tem algum tipo de desequilíbrio bioenergético. Mas o que é exatamente um desequilíbrio energético? São bloqueios nas vias de circulação energética, os energodutos, existentes no psicossoma e no energossoma, assim como nos centros energéticos principais, os chacras. Tais bloqueios impedem o livre fluir das energias nos energodutos e a correta absorção e exteriorização de energias pelos chacras.

Infelizmente, apenas isso, não ter bloqueios, ainda não é o ideal pois o ser humano tem por hábito cultivar padrões de pensamentos e comportamentos que acabam nivelando por baixo o padrão vibratório do seu campo energético pessoal. Em outras palavras, a rotina diária dos seres humanos ainda é repleta de situações de competição, agressividade e conflitos de todos os tipos o que acaba por se refletir em suas próprias energias conscienciais.

Então, para definirmos uma condição bioenergética ótima ou CBO, temos que tratar de algo que vai um pouco além da média do ser humano, porém, que seja perfeitamente possível de ser atingido por qualquer pessoa interessada em sua saúde bioenergética e mental (ou consciencial, se preferirem).

Assim, podemos elencar quais são os fatores que caracterizam o CBO de um ser humano comum:

  • Energodutos desbloqueados;
  • Chacras absorvendo e exteriorizando energia normalmente;
  • Predomínio energético dos chacras superiores, notadamente o coronochacra;
  • Holopensene padrão traforista

Os dois primeiros itens já foram explicados acima.

O predomínio de um chacra, ou seja, uma chacra cujas energias prevalecem por sobre os demais, é algo que ocorre com praticamente todas as pessoas. Para uma pessoa comum, esse será o sexochacra ou o umbilicochacra, ambos relacionados as questões humanas mais básicas: o sexochacra relacionado a atividade sexual reprodutora e o umbilicochacra a competição, posse e disputa por recursos materiais e a tudo o que é relacionado a agressividade.

O melhor, portando, é que o chacra predominante não seja um desses dois mas um chacra superior como o coronochacra que está relacionado a racionalidade, a intelectualidade e aos sentimentos elevados.

Finalmente, holopensene é o conjunto de pensamentos, sentimentos e energias. Holopensene padrão é a média dos pensenes de uma pessoa. Traforista é a pessoa que encara todos os aspectos da vida de forma positiva (trafor significa traço força). É uma condição bem diferente da maiora das pessoas que normalmente é trafarista (trafar significa traço fardo). Em outras palavras, o trafarista, via de regra, encara todas as situações do ponto de vista negativo. Para ficar mais claro, o quadro abaixo mostra as diferenças entre as posturas traforista da trafarista.

EV03042016

Concluindo, quem deseja se manter na CBO por mais tempo, precisa observar os pontos descritos acima. A recompensa por isso é o aumento da qualidade do seu campo bioenergético, com grandes implicações para a sua qualidade de vida presente e futura.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

Bioenergias


EV12012016

Energia e matéria são os elementos constituintes do universo. A matéria nada mais é do que a energia concentrada. A energia, portanto, é o constituinte fundamental do universo. Uma possível definição de energia, mais próxima do nosso dia-a-dia é:

“A capacidade de produzir força e realizar trabalho”.

Nesse sentido podemos entender energia como um sistema condutor de movimento e ação.

Inúmeros fenômenos atestam a existência de um tipo diferente de energia, transcendente a matéria e a energia intrafísicas. São as bioenergias, ou energias vitais, dispersas e onipresentes em todos os objetos, locais, seres, e, portanto, intimamente relacionadas as formas de vida.

Os seres vivos fazem trocas energéticas intrafísicas e extrafísicas. Intrafisicamente, por meio da respiração, alimentação, captação e exteriorização de calor. Extrafisicamente, por meio da captação e exteriorização de bioenergias para o meio ambiente e também para outros seres vivos.

A ciência não admite a existência de bioenergias por elas não poderem ser detectadas por meio da instrumentação intrafísica. Não obstante os fenômenos bioenergéticos ocorrem o tempo todo e, assim, corpos de conhecimento foram criados ao longo da história acerca de como as bioenergias se manifestam e como podemos controlá-las.

Dessa forma, ao longo do tempo, as bioenergias receberam diversas denominações conforme o local ou contexto cultural em que foram estudadas. Na China, são conhecidas por “chi” e no Japão por “ki”. Na cabala são chamadas “luz astral” e no Yoga é o “prana”. Hermes Trismegisto denominava por telesma as bioenergias, Reichenbach chamava-as de força ódica, Kardec de fluido vital e Reich de orgônio. Várias práticas terapêuticas da Índia e da China baseiam-se na manipulação das bioenergias, tais como a Ayurveda e acupuntura.

Existem vários tipos de bioenergias. Quando são originárias do meio ambiente, tais como do solo, das águas de mares e rios, do ar e das matas, são chamadas energias imanentes ou EIs. Quando são originárias de seres humanos ou animais, são chamadas energias conscienciais ou ECs. Enquanto as energias imanentes, incluindo as energias das plantas, são geralmente neutras, as energias conscienciais são moduladas pelos pensamentos e emoções das consciências, em menor grau quando animais e em grau muito maior quando pessoas.

Tanto as EIs quanto as ECs podem ser absorvidas pelos seres vivos. As primeiras geralmente apenas fazem bem, revitalizando seus corpos. No caso das ECs, dependendo do padrão que possuírem, podem fazer bem ou mal.

O que anima os corpos físicos são as consciências. São sinônimos para consciência: espírito, alma, self, ego. As consciências possuem um conjunto de corpos chamado holossoma (holo significa “todo” e “soma” significa corpo). Atualmente distinguimos claramente quatro corpos constituintes do holossoma, cada qual capaz de movimentar (captar e exteriorizar) bioenergias com um determinado padrão:

  • O soma ou corpo físico: movimenta energia eletromagnética intrafísica;
  • O energossoma ou corpo energético: movimenta bioenergias energossomáticas;
  • O psicossoma ou corpo astral, espiritual: movimenta bioenergias psicossomáticas;
  • O mentalsoma, o corpo mais sutil e evoluído da consciência: movimenta bioenergias mentalsomáticas.

Cada um dos veículos movimenta as bioenergias por meio de canais internos especializados que se distribuem e se concentram em pontos específicos. Os nadis (palavra que significa raiz) são pequenos pontos no energossoma, vias de acesso para os canais energéticos internos. Chacras (palavra que significa roda) são pontos de concentração de canais bioenergéticos internos que se agrupam formando um grande via para captação e exteriorização de energia.

A saúde de uma pessoa, seu bem-estar, depende em grande parte de um fluxo normal, equilibrado de bioenergias por todos os canais existentes no holossoma. Existem fatores, como os descritos a seguir, que causam dificuldade ou bloqueios de intensidade variável no fluxo das bioenergias:

  • Emoções intensas: medo, raiva, ódio, ciúme, e outras popularmente chamadas “negativas” causam bloqueios temporários;
  • Nódulos bioenergéticos: Surgidos a partir dessas mesmas emoções quando cultivadas por muito tempo, causando bloqueios maiores e por longos períodos de tempo.
  • Doenças intrafísicas: Infecções causadas por bactérias e vírus, por exemplo;
  • Assédio interconsciencial: A vampirização de bioenergias por outras consciências;

Quando surgem bloqueios mais permanentes no fluxo das bioenergias, é necessário uma ação no sentido de desfazê-los. Bloqueios mais simples são vencidos pela própria pessoa após algum tempo por meio da própria dinâmica de sua rotina diária. Bloqueios maiores necessitam de algum tipo de intervenção. Acupuntura, Do-in, Massagem Ayurvêdica e Reiki são alguns exemplos de práticas que podem fazer isso e que dependem de uma pessoa que os aplique na pessoa necessitada.

Estado Vibracional ou EV é uma prática de movimentação das bioenergias pelo holossoma que a própria pessoa pode empregar para desfazer bloqueios bioenergéticos. Para instalar um EV nada mais é preciso do que a vontade determinada e concentrada em oscilar as bioenergias acumuladas em seu holossoma até que vibrem na maior frequência possível.

O EV causa bem-estar, não tem contra-indicações e pode ser feito por qualquer pessoa independentemente de sexo, idade, convicções religiosas, etc.

Para saber mais sobre o EV:

O que é o Estado Vibracional

A Técnica do Estado Vibracional

A Fórmula do Estado Vibracional

Imaginação e Estado Vibracional

Cinco Perguntas sobre o Estado Vibracional Respondidas

Instalação do EV e a Mesologia

Estado Vibracional no Automóvel

Estado Vibracional nas Práticas Espíritas

Correlatos Eletroencefalograficos do Estado Vibracional

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

Acoplamentos Energéticos


Estado Vibracional 17082015

O acoplamento energético é a interfusão ou união temporária dos campos bioenergéticos de duas ou mais consciências, geralmente acontecendo, ao longo do processo, trocas energéticas entre os envolvidos.

Trata-se de um fenômeno rotineiro, que acontece o tempo todo e com todas as pessoas quando ocorre um contato interpessoal, direto ou indireto. A maioria das pessoas não se tem lucidez sobre isso.

É um fenômeno parapsíquico que transcende o tempo e do espaço.

Exemplos corriqueiros de situações que levam a acoplamentos energéticos:

  • Ao olhar com atenção para uma pessoa;
  • Quando conversamos com alguém de forma presencial ou à distância;
  • Quando lemos a mensagem enviada por uma pessoa pela Internet;
  • Quanto cumprimentamos uma pessoa com um aperto de mãos, um beijo ou um abraço;
  • Ao afagar um animal;
  • Ao cuidar de uma planta;
  • Ao subir em uma árvore.

A forma como os acoplamentos iniciam, como se encerram e às consequências para os envolvidos varia muito conforme uma série de aspectos relacionados as consciências envolvidas.

Taxonomia dos acoplamentos energéticos.

Quanto a lucidez:

  • Consciente: A consciência percebe o início, desenrolar e finalização do acoplamento.
  • Inconsciente: A consciência não percebe as fases do acoplamento.

Quanto a intensidade:

  • Forte: Pode gerar muitas repercussões.
  • Fraco: Quando gera repercussões fracas ou imperceptíveis.

Quanto ao alcance:

  • Local: As consciências envolvidas estão no mesmo ambiente.
  • Longa distância:  As consciências envolvidas estão à longa distância.

Quanto a localização:

  • Extrafísico: entre consciências extrafísicas
  • Intrafísico: entre consciências extrafísicas
  • Multidimensional: entre consciências intrafísicas e extrafísicas

Quanto a instalação:

  • Fácil: Quando instalado rapidamente.
  • Difícil: Quando a instalação demora.

Quanto a qualificação:

  • Positivo: As consciências envolvidas não ficam descompensadas, bloqueadas ou assediadas.
  • Negativo: As consciências envolvidas podem ficar descompensadas, bloqueadas ou assediadas.

Quanto a finalização:

  • Fácil: Quando o acoplamento se encerra de forma rápida e completa.
  • Difícil: Quando o acoplamento demora a ser encerrado gerando repercussões negativas para pelo menos um dos envolvidos.

Com relação ao alvo, o acoplamento pode ser realizado entre uma consciência com:

  • Os campos energéticos de outras consciências presentes em um local;
  • Os campos energéticos de outras consciências presentes em um objeto ou grupo de objetos;
  • Com um  vegetal ou grupo de vegetais;
  • Com um animal ou grupo de animais;
  • Com outra consciência ou grupo de consciências.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos