Saúde debilitada e Estado Vibracional


A instalação rotineira do Estado Vibracional ou EV melhora fluxo das bioenergias e a frequência vibratória do campo energético pessoal. Então, o EV contribui para a melhoria da saúde e a qualidade de vida dos praticantes.

Entretanto, uma dúvida comum dos iniciantes na prática da instalação do  EV é sobre se devem ou não fazer a OLVE e a instalação do EV quando estiverem com algum tipo de doença ou problema bioenergético. Questionam se isso, ao contrário de melhorar, ajudaria a espalhar as energias doentias pelo corpo.

Não é isso o que ocorre. Quando uma pessoa adquire algum tipo de distúrbio fisiológico ou energético, o fluxo das bioenergias no corpo é dificultado ou bloqueado e vice-versa.

Doença é sinônimo de energia estagnada e vice-versa.

Então, qualquer movimentação de energia, como as provocadas pela OLVE e pelo EV, farão com que esses bloqueios sejam superados até serem completamente eliminados, ajudando a pessoa a voltar a condição de saúde equilibrada. Em resumo, bloqueios energéticos geram doenças e movimentação bioenergética ajuda a curar doenças.

Pessoalmente, jé usei OLVE e EV em diversas circunstâncias assim, que foram de indisposição com a alimentação até um pé fraturado.

Existe, porém um detalhe nessa questão. Com a saúde debilitada, talvez o praticante não encontre ânimo ou mesmo forças para realizar a instalação do EV. Mesmo que seja assim, é preciso ter em mente que a simples realização da OLVE, mesmo que não leve a instalação do EV pode, por si só, gerar os desbloqueios necessários para que a pessoa melhore. Em outras palavras, com a instalação do EV ou não, a OLVE já proporciona benefícios ao praticante.

Lembre-se disso na próxima vez que adoecer!

Para saber mais leia o livro:

Livro Estado Vibracional

Versão digital à venda na Amazon: clique aqui

Versão impressa: clique aqui

Anúncios