Feliz Ano Novo!


FA154

Amigos e Amigas

Desejo as melhores energias para todos em 2013!

Um Feliz Ano Novo!

Cesar Machado

Anúncios

10 Aspectos Essenciais dos Chacras que Você Precisa Conhecer


chaxyG1

Os Sete Chacras Magnos e os Canais de Distribuição Ida e Pingala

Existem “toneladas” de informações sobre chacras na Internet, fora uma imensa quantidade de livros sobre esse tema. Apesar disso, ainda existem informações divergentes sobre alguns de seus aspectos, tais como cores e sentido de rotação, uma vez que a maioria dos autores tem um conhecimento superficial e, quase sempre, apenas teórico sobre o assunto.

A seguir, relaciono, de forma sintética os 10 principais aspectos relacionados aos chacras a fim de dirimir quaisquer dúvidas que o leitor tenha sobre esse assunto.

Significado: A palavra chacra (ou chakra em inglês) vem do sânscrito (uma das 23 línguas oficiais da Índia) e significa “roda”, “disco”, “centro” ou “plexo” sendo usada para descrever centros ou vórtices energéticos percebidos por clarividentes em pessoas e noutros seres do reino animal.

Função: Como parte da estrutura bioenergética dos seres vivos, a função dos chacras é absorver energias extrafísicas, distribui-la pelo nosso campo energético e exteriorizar energias conscienciais.

Parachacras: São os chacras do psicossoma, muito mais sutis dos que são percebidos junto ao corpo físico. São as matrizes desses últimos.

Estrutura: Os chacras apresentam forma (discos ou rodas achatadas), cor (variável), raios ou pétalas (em número definido), canais internos por onde se interligam a estrutura holossomática e apresentam um giro no sentido horário ou anti-horário.

Magnos:  São chamados magnos os 7 principais chacras (figura acima), todos localizados na frente do corpo e cada qual associado a certas funções e estruturas vitais do holossoma: Coronochacra (no alto da cabeça), Frontochacra (um pouco acima e entre as sobrancelhas), Laringochacra (região da laringe), Cardiochacra (região do peito-coração), Umbilicochacra (abdômen), Esplenicochacra (próximo ao baço) e Sexochacra (órgãos genitais).

Criptochacras: São chacras menos conhecidos, localizados na parte posterior do corpo (nas costas). Os criptochacras mais conhecido e mencionados são o Nucalchacra, localizado na região da nuca-cerebelo, e o Umeralchacra, localizado nas omoplatas. Esses chacras estão intimamente relacionados como os fenômenos mediúnicos e com o assédio extrafísico, pois são por meio desses chacras que as consciências extrafísicas fazem o acoplamento mediúnico com as consciências intrafísicas.

Giro: Quando um chacra gira no sentido horário (para a direita, dextrogiro, centrífugo ou dakshinavártena), ele exterioriza energia para fora do corpo, ou mais apropriadamente, para fora do holossoma da consciência e, quando gira no sentido anti-horário (para a esquerda, sinistrógiro, centrípeto ou vamavártena) ele absorve energia do ambiente ao seu redor. Esse giro, para um sentido ou outro ocorre natural e inconscientemente mas pode ser controlado na medida que absorvemos ou exteriorizamos energia por eles usando a vontade. Os chacras podem girar todos para um mesmo sentido ou não, sem que isso represente um problema para o equilíbrio da consciência.

Cores: Os chacras podem assumir cores variadas conforme o estado emocional da consciência. Atribuir cores específicas a eles, portanto, é incorreto, pois eles mudam a todo instante. Quando bloqueados apresentam coloração escura ou até mesmo com pontos negros. Quando totalmente equilibrados e, quando a consciência apresenta um elevado padrão energético e equilíbrio emocional, apresentam-se todos com coloração branca.

Especialização: Cada chacra é especializado em absorver e exteriorizar energias com certo padrão vibratório. O Frontochacra e, principalmente o Coronochacra, atuam com as energias mais sutis ao passo que o Sexochacrae o Umbilicochcra atuam com as energias mais densas. Os Plantochacras, localizados nas bases dos pés são especializados em absorver energias da terra (energias telúricas) e os Palmochacras, localizados nas palmas das mãos, são especializados em exteriorizar energias.

Bloqueios e Desbloqueios: Todos os chacras devem estar desbloqueados para que possam absorver e exteriorizar energia normalmente. Quando isso não ocorre, surgem desequilíbrios energéticos, neurológicos, endócrinos e psíquicos. Bloqueios podem surgir por vários motivos, tais como desequilíbrios emocionais e assédio interconsciencial. O desbloqueio dos chacras pode ser feito por um terapeuta, expert em assistência bioenergética, ou pela própria consciência, usando a vontade, para absorver e exteriorizar energia pelos chacras de forma intensa durante alguns minutos.

Finalizando, o gif animado exibido acima mostra de forma muito clara os 7 chacras magnos e como eles distribuem energia para os diversos corpos por meio de canais internos conhecidos como ida e pingala.

Referências

Verbete Chacra da Wikipedia

Artigo Chacras: Ferramentas para o Autoconhecimento

Artigo Chacra Umeral

Para saber mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Fronteira da Consciência.com

Metaconsciência.com

Lin-Chi

EAC – Escola de Autopesquisa da Consciência

Livro Estado Vibracional

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

A Técnica do Estado Vibracional


Estado Vibracional

Uma vez que definimos no post anterior os quatro estados de manifestação energética e o que é o Estado Vibracional – EV, podemos agora descrever a técnica para instalá-lo. O procedimento é simples e está reproduzido com poucas variações em inúmeros sites da Internet. O procedimento que descrevo a seguir é a forma como ensino as pessoas a instalar o EV, que pouco difere de outras descrições existentes. Emprego esse procedimento por achar que é mais eficiente, produzindo resultados mais rápidos e consistentes para quem ainda tem pouca experiência com o controle das próprias energias conscienciais.

Pode ser que o praticante da técnica não obtenha o EV logo na primeira tentativa. Na realidade, a maioria das pessoas somente consegue atingir o EV após praticar a técnica várias vezes. Com o passar do tempo, a tendência é que o EV seja atingido cada vez mais rapidamente e com menos esforço.

Para facilitar a obtenção do EV, é uma boa prática, nas primeiras vezes, otimizar as condições do exercício. Nesse sentido, procure um local tranquilo, sem ruído elevado. Certifique-se de que, nos próximos minutos, você não será interrompido por outras pessoas ou pelo telefone.

Sente-se numa cadeira ou poltrona confortável. Posicione os braços junto ao corpo e as mãos sobre as pernas. Feche os olhos. Procure relaxar o corpo, se necessário, inspire e expire de forma suave e profunda de uma a três vezes. Feche os olhos para cortar os impulsos visuais e aumentar o relaxamento e a concentração no exercício.

Procedimento

(1) Concentre o foco da sua atenção no alto da cabeça. Permaneça com esse foco por alguns momentos nesse ponto. Isso fará com que suas energias se concentrem ali, mesmo que você não as sinta.

(2) Bem lentamente, desloque o foco da sua atenção de forma que ele desça pela cabeça até chegar ao pescoço; passando em seguida pelo tórax, abdome, quadris, cochas, joelhos, até chegar à ponta dos pés. Conforme for passando por cada parte do corpo, vá percebendo aquela parte em que o foco da sua atenção está passando.

(3) Uma vez que o foco da atenção esteja na ponta dos pés, desloque-o, bem lentamente, passando pelas pernas, joelhos, cochas, quadris, abdome, tórax, pescoço, até chegar novamente ao alto da cabeça.

(4) Uma vez que o foco da sua atenção chegue ao alto da cabeça, repita novamente o procedimento de descida e subida, bem lentamente.

(5) A partir da quarta repetição, comece a acelerar a velocidade da circulação do foco da atenção a cada repetição. Acelere cada vez mais.

(6) Acelere a velocidade da circulação até chegar à maior velocidade possível sem gerar tensão no corpo físico e mantenha essa velocidade por alguns momentos.

(7) O EV é obtido quando se atinge a máxima velocidade possível. Após alguns momentos na velocidade máxima vá diminuindo a velocidade de circulação lentamente até parar por completo. Em seguida, mova-se lentamente até levantar-se.

A título de referência, a aplicação desse procedimento, inicialmente, deve levar algo em torno de 10 minutos. Conforme o praticante vai “pegando o jeito da circulação”, esse período de tempo vai reduzindo para uns 5 minutos, necessários para que ele atinja o EV. Finalmente, quando estiver totalmente habituado a instalar o EV (após meses ou anos), pode-se atingir o EV em apenas alguns segundos sem sequer circular as energias. Basta usar a vontade e o EV se instala. Essa é a presente condição desse autor.

PARA SABER MAIS

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Fronteira da Consciência.com

Metaconsciência.com

Lin-Chi

EAC – Escola de Autopesquisa da Consciência

Livro Estado Vibracional

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Estados Energéticos e Definição de Estado Vibracional


Estado Vibracional

Inicialmente, como primeiro post desse blog, julgo ser importante definir claramente o que é o Estado Vibracional ou, abreviadamente, “EV”.

O EV é um estado, uma condição. Começamos então, descrevendo brevemente quais são os quatro estados energéticos nos quais podemos nos manifestar:

Estado de Absorção: Quando usamos a vontade para absorvermos energias;

Estado de Exteriorização: Quando usamos a vontade para exteriorizar energias;

Estado Vibracional: Quando usamos a vontade para circular/exteriorizar intensamente as energias;

Estado de Repouso: Quando não empregamos a vontade para mobilizar as energias. Nesse estado, ficamos, naturalmente, trocando energia com o meio o tempo todo, ora com predomínio da exteriorização, ora com predomínio da absorção.

Observe-se que, no estado de absorção não existe um impedimento para que também ocorra, simultaneamente, alguma exteriorização de energias. O mesmo ocorre com o estado de exteriorização quanto à absorção de energias. Da mesma forma, na condição de EV, embora ocorra o predomínio da exteriorização de energias, pode ocorrer à absorção simultânea. É dessa maneira que o EV pode ser induzido por uma consciência em outra.

Vejamos agora algumas definições publicadas para EV:

No Livro Projeciologia – Panorama das Experiências Fora do Corpo, escrito por Waldo Vieira

O Estado Vibracional é a condição na qual o energossoma (duplo etérico) e o psicossoma aceleram ao máximo suas vibrações, ultrapassando de forma considerável as lentas vibrações do corpo físico.

No Verbete Estado Vibracional das Tertúlias Conscienciológicas, escrito pelo mesmo autor

O estado vibracional (EV) é a condição técnica de dinamização máxima das energias do energossoma, além das vibrações lentas do soma, por meio da impulsão da vontade e parametodologia específica, a fim de manter a paraprofilaxia na autovivência cosmoética, evolutiva, da consciência.

No site Conscienciopedia.net:

O Estado Vibracional ou EV é aplicação técnica da movimentação intensa de energias por todo o holochacra objetivando autodefesa, para-assepsia, expansão das parapercepções e a assistência interconsciencial.

A primeira coisa que fica evidente é que o Estado Vibracional é um conceito criado por Waldo Vieira* no âmbito da Projeciologia/Conscienciologia. Antes de Vieira, as poucas e imprecisas referências ao EV foram feitas por alguns autores que escreveram sobre a Projeção da Consciência.

Em segundo lugar, nota-se que a definição do Projeciologia é a mais abrangente, pois ela engloba os EVs, produzidos de forma espontânea, ao passo que as definições seguintes referem-se ao EV conscientemente induzido pela vontade do praticante.

Nossa própria definição: Com base nas definições existentes, podemos criar uma definição própria, mais simples e objetiva:

Estado Vibracional é um fenômeno que ocorre de forma espontânea ou induzida quando as frequências dos corpos sutis da consciência, o energossoma e o psicossoma, elevam-se, produzindo intensas vibrações que se irradiam por esses veículos, passando pelo corpo físico e ultrapassando seus limites.

Prosseguindo, vejamos alguns sinônimos para EV.

Sinonímia: Atividade Motora Interna, efeitos vibracionais, estado elétrico extrafísico, estado energético, formigamento extrafísico, implosão de luz, sensações vibracionais*, aceleração bioenergética; auto-energização; ativação holochacral ou energossomática**.

Agora que temos a definição e os sinônimos do EV, podemos ver seus antônimos também:

Antonimologia: Acomodação bioenergética; autobloqueio energético; estagnação holochacral;  ignorância bioenergética; obnubilação bioenergética.

Nos próximos posts vamos prosseguir com a apresentação dos diversos aspectos do Estado Vibracional, assim como assuntos a ele relacionados.

Até lá

Cesar de Souza Machado

 

Notas

* Projeciologia – Panorama das Experiências Fora do Corpo Humano 1a Edição – Waldo Vieira

** Verbete Estado Vibracional – Tertúlias Conscienciológicas – Waldo Vieira

 

PARA SABER MAIS

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Fronteira da Consciência.com

Metaconsciência.com

Lin-Chi

EAC – Escola de Autopesquisa da Consciência

Livro Estado Vibracional

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos