Participante de Listas de Discussões


EV 06072015

Frequento listas de discussão e comunidades sociais na Internet desde 2001, então, já li e já escrevi muita coisa nessas comunidades. Aproveito a oportunidade para descrever alguns perfis de pessoas com dificuldades que conheci ao longo dos anos nessas listas e também em blogs e outros tipos de sites. Cada um deve se autoavaliar e tirar suas conclusões.

Anônimo.  A pessoa com alto grau de heterocrítica que esconde sua identidade sob um pseudônimo ou perfil fake e que adora criticar a todos, suas histórias, suas trajetórias, aquilo o que fizeram, mas de forma alguma aceita que façam o mesmo consigo. É como a pessoa que deseja atirar pedras nos outros, mas quer imunidade para não receber pedrada alguma.

Estrela. A pessoa considera sua formação, seu conhecimento, sua instituição, seu ponto de vista, seu trabalho tão superior que, com frequência, tenta desqualificar as demais pessoas que ela considera inferiores. Além disso costuma ficar inconformada quando outras pessoas que ela critica não concordam com a “superioridade” dos seus argumentos e crenças pessoais.

Hipócrita. Esse descreve o que outras pessoas deveriam fazer conforme seu ponto de vista, mas ele mesma não faz aquilo o que prega.

Incendiário. A pessoa solta a fagulha para que o “circo pegue fogo”. Em outras palavras, posta algo que, sabe, vai mexer com as pessoas e depois sai de cena, se divertindo com a repercussão e discussões provocadas.

Imperdoador. A pessoa era voluntária da uma instituição, teve problemas, com a administração ou com outros voluntários, se magoou, afastou-se, mas não virou essa página de sua vida. Sempre que pode, retoma suas críticas contumazes.

Oportunista. A pessoa descobriu que falar mal da algo ou alguém “da Ibope”. Então ela “mete o pau”, propagando ou mesmo inventando histórias que, as vezes, sequer são verdadeiras. Muitas vezes tem um trabalho pessoal, blog ou site e tenta, com isso, arrebanhar seguidores.

Teoricão. A pessoa não participa de nenhum trabalho, grupo de estudos ou instituição. Crê que seu papel, sua missão de vida, limita-se a criticar os trabalhos de outras pessoas ou instituições para que, sob seu ponto de vista, se corrijam e façam aquilo o que ele acha ser o certo.

Magoado. A pessoa frustrada, com uma linha de pensamento, seita, doutrina, religião, etc, ou ainda com outros aspectos da sua vida, que descarrega suas magoas em um caminho espiritual com o qual se desapontou em um típico processo de transferência.

Em todos esses casos nota-se um excesso de heterocrítica e a falta de autocrítica na pessoa. Ingênua, ela não percebe que a manutenção dessa postura de heterocrítica  intensa e permanente afeta sua esfera de energias pessoais assim como quais companhias extrafísicas está atraindo com isso.

Como criticar de forma mais isenta:

  • Focar suas criticar em ideias não em pessoas;
  • Demonstrar equilíbrio pessoal evitando grosseria e palavras de baixo calão;
  • Não ficar repetindo sempre a mesma ladainha;
  • Não se limitar a críticas mas também escrever sobre outros assuntos;
  • Lembrar que todas as pessoas e instituições tem sempre aspectos positivos, sempre ajudam outras pessoas de alguma forma;
  • Sempre que possível exemplificar com suas ações aquilo o que acha ser correto ao invés de ser um mero teoricão.

Você pratica a Instalação do Estado Vibracional? Que tal participar de nossa pesquisa Online?

Acesse a pesquisa nesse link.

Para saber mais clique nos livros abaixo:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s