Parabanho Energético


EV28062014

Definição: O parabanho energético é a sensação de receber intenso chuveiro de energias conscienciais, em toda a psicosfera pessoal, ao modo de forças externas jorrando sobre o holossoma, reforçando as disposições físicas e conscienciais, patrocinado por alguma consciências extrafísica sadia, em geral amparador extrafísico, com objetivo paraterapêutico.

Terminologia. Os termos banho energético e parabanho energético, assim como autobanho energético e autoparabanho energético são usados como sinônimos causando, às vezes, confusão nos leitores.

Convenção. Estou convencionando, portanto:

  • Parabanho energético: É o banho energético proporcionado em uma pessoa por uma consciência extrafísica.
  • Banho energético ou autobanho energético: É o banho energético espontâneo, produzido pela própria pessoa, semelhante ao um EV – Estado Vibracional.
  • Autoparabanho energético: É o banho energético espontâneo, produzido pela própria consciência quando projetada, fora do corpo físico, ou pela consciência extrafísica e si mesma, de forma semelhante ao um EV – Estado Vibracional.

Ocorrências: O parabanho energético é, normalmente, uma ocorrência fugaz, relativamente rara.

Chuveirada. O parapanho energético e o autobanho energético não devem ser confundidos com quaisquer banhos com água, corrente ou não, tal como a chuveirada hidromagnética.

Autobanho energético. É aquele provocado pela própria pessoa. Trata-se na realidade de um EV – Estado Vibracional direto, desencadeado sob certas circunstâncias.

Parabanho Grupal. O parabanho pode ser produzido por amparadores para um único indivíduo ou para um grupo de indivíduos presentes em um mesmo local. Durante atividades parapsíquicas, pode ser simultâneo ou em duas etapas: primeiro no epicentro consciencial* e, depois, irradiado para os demais presentes.

Percepção. O parabanho pode ser precebido ou não, dependendo da sensibilidade da pessoa.

Novato. No início das parapercepções, a pessoa novata quanto ao parapsiquismo pode julgar as ocorrências dos parabanhos energéticos como sendo meros efeitos de sugestões ou heterossugestões.

Retransmissão. Uma pessoa, enquanto recebe um parabanho, pode estender sua mão e usar sua vontade para retransmitir o fluxo bioenergético do parabanho para outra pessoa ou grupo de pessoas próximas.

Paradoxal. Enquanto aparentemente simples, o parabanho energético, está entre os fenômenos mais avançados para as consciências lúcidas quando se repete e se torna habitual.

Ciências. A energoretransmissiologia e, mais especificamente a parabanhologia, são as ciência aplicada aos estudos específicos, sistemáticos, dos parabanhos energéticos.

Perspectiva Histórica. A espontaneidade e aparente simplicidade do parabanho, um fenômeno intraconsciencial, individual, fez com que ele passasse despercebido aos pesquisadores da Metapsíquica e da Parapsicologia desde o Século XIX até os dias atuais. No âmbito da conscienciologia, a primeira referência ao parabanho energético surge no livro Projeções da Consciência, publicado em 1981.

Taxonomia. Diferentes tipos de parabanhos energéticos:

  • Comum: Aquele produzido por uma consciência de qualquer tipo;
  • Avançado: Promovido por consciência evolutivamente adiantadas para sustentar e confirmar as ações de uma pessoa;
  • Pré-projetivo: O que prepara o projeto para uma EFC lúcida;
  • Extrafísico: O que ocorre na dimensão extrafísica;
  • Pós-projetivo: O que confirma a ocorrência de uma EFC;
  • De alerta: O que sinaliza a necessidade da pessoa ficar alerta;
  • Aflorador: O que faculta a geração de neosinapses durante o processo da escrita;
  • Prazeroso: O qu promove descarga de serotonina.

Homeostático. O parabanho energético quando positivo é expansivo, comunicativo e homeostaticamente contagiante.

Nosológico. Embora raro, não é impossível para uma consciência extrafísica assediadora promover um parabanho energético em uma pessoa.

Pós-Projetivo. O banho energético é espontâneo e confirma a ocorrência de uma EFC prévia e, em certos casos, é acompanhado da rememoração, seja em bloco ou em fragmentos, dos eventos extrafísicos.

Ratificação. O parabanho comunica aumenta a autoconfiança no desempenho das tarefas a medida que confirma, reforça e ratifica a presença, a assistência e a força presencial dos amparadores extrafísicos no acompanhamento das tarefas do dia a dia da pessoa.

Técnica. A instalação do autobanho energético é uma técnica que pode ser  usada para manutenção prolongada da soltura parafisiológica do energossoma. A técnica consiste em provocar, por exemplo, de duas em duas horas, em certos dias, um autobanho desencadeado pela vontade através do coronochacra, mantendo sempre contínuo equilíbrio psicológico, sem irritações ou idéias negativas.

Esfenoide. O osso esfenoide, localizado na base do crânio, mexe com tudo o tem a haver com o crânio principalmente as energias, atuando como um receptáculo de bioenergias. Está, portanto, diretamente relacionado à ocorrência dos autobanhos e do parabanhos energéticos.

Você, leitor, já teve suas próprias experiências com parabanhos e autobanhos energéticos? 

Notas

*Epicentro consciencial: A pessoal energeticamente mais forte que centraliza as ações parapsíquicas.

Referências

[1] Dicionário de Neologismos da Consciênciologia

[2] Dicionário de Argumentos da Conscienciologia.

[3] 700 Experimentos da Consciencioligia

[4] Enciclopédia da Consciênciologia

[5] Projeciologia, Panorama das Experiências Fora do Corpo

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – O Guia do Iniciante

Fronteira da Consciência.com

Metaconsciência.com

Livro Estado Vibracional

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Parabanho Energético

  1. Texto maravilhoso. Já tive algumas raras experiências. Foram muito boas. Só tenho alguma preocupação quanto ao nosológico. Algumas palavras que estão no texto me chamaram a atenção quanto a possíveis equívocos de digitação:

    *Ciências*. Energoretrassmissionlogia

    *Perspectiva Histórica*. individul,

    *Taxonomia. *Neosinápses

    qu Abraços, Agnes Maia

    • Obrigado pelas dicas quanto ao texto Agnes.

      Quando me entusiasmo, as vezes escrevo um post e publico “de uma tacada só”, sem fazer uma rigorosa revisão do texto, como aconteceu nesse caso.

      Abraço

      Cesar Machado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s