Um pouco de Tai chi chuan


O Tai chi chuan tem sua origem na China, sendo atualmente praticado em todo o mundo. Com frequência, o Tai chi chuan é descrito como uma arte marcial. No ocidente, costuma-se classificá-lo como calistenia de baixo impacto. Mas o Tai chi é mais do que isso. Em sua essência, além da prática dos movimentos físicos, ele tem como objetivo o equilíbrio da mente e das energias pessoais. Mente, energia e corpo se complementam na forma de uma filosofia de vida.

Em muitos locais, no Brasil e no exterior, esse tríplice aspecto é esquecido e o Tai Chi é ensinado apenas como exercícios físicos, perdendo esses componentes essenciais que lhe conferem a possibilidade de melhorar a qualidade de vida de forma multidimensional.

Historicamente, a origem do Tai Chi remonta a Chen Wangting, um general chinês do século XVI que deixou os registros mais antigos sobre a sua prática. Acredita-se contudo que sua origem seja mais antiga, tendo surgido pelas mãos do taoista Chang San Feng que teria vivido entre os séculos X e XIII (não se sabe ao certo).

Segundo relata o autor e espiritualista Wagner Borges, durante uma projeção consciente, ele encontrou-se com a consciência que teria criado o Tai chi e essa relatou-lhe que tudo começou quando ele prestava esclarecimentos a céu aberto sobre as energias para seus seguidores. O chi (a energia) estava em toda a parte, nas águas, nas árvores, nas rochas…. A medida que ele citava cada um desses pontos onde estaria o chi, ele apontava de forma rápida e vigorosa com o braço (a fim de chamar a atenção da audiência) na direção onde se encontrava uma árvore, um riacho, uma formação rochosa próximas. Então, foi a partir desse ponto que ele intuiu que poderia transformar esse movimentos em algo mais.

Seja quem for o autor original do Tai chi (hoje são reconhecidos cinco estilos diferentes), seus criadores basearam-se na observação da natureza, no comportamento dos animais e nos princípios e interações entre os diversos elementos naturais.

Tive a sorte de praticar Tai chi chuan com um mestre chinês muito experiente que migrou para o Brasil a muito anos e posso afirmar que a mobilização das energias é uma constante, antes, durante e após a prática dos movimentos. Mestre Wang, volta e meia testava nossa sensibilidade e domínio energético de várias maneiras.

Para concluir, sugiro que assistam o vídeo acima com algumas explicações do terapeuta Marcus Evandro um especialista em Tai chi chuan.

Para saber mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Fronteira da Consciência.com

Metaconsciência.com

Lin-Chi

EAC – Escola de Autopesquisa da Consciência

Livro Estado Vibracional

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s